A CAPES publicou o resultado da avaliação Quadrienal 2013-2016. Na área de Administração Pública, Administração de Empresas, Contabilidade e Turismo foram avaliados ou acompanhados 189 programas.

 

A avaliação ocorreu no mês de julho, em duas semanas distintas, separando PPG acadêmicos de profissionais. O PPGA- UnB esteve presente nessas comissões, com o Prof. Rafael Porto e com o Prof. Emil Hoffmann.

O PPGA da UnB tem motivos para comemorar. Os cursos acadêmicos mantiveram o conceito 5, o que faz com que permaneçamos entre o terço superior mais bem avaliado no Brasil. Notem que este ano a avaliação foi mais dura, conquanto se tratar de quatro anos de interstício, com novas métricas e um intenso movimento de melhoria da pós-graduação na nossa área de avaliação.

Permanecer no conceito 5 não significa ter deixado de fazer, e sim ter acompanhado a ação de 19 outros PPGs, que igualmente permaneceram ou que eventualmente subiram para esse patamar. Essa nota fará com que ampliemos nossa reflexão sobre o planejamento dos próximos anos, para que possamos avaliar nossas opções e tomemos decisões firmes e corajosas sobre o processo de melhoria que a avaliação enseja. Assim, esse conceito 5 nos encoraja a seguir realizando aprimoramentos, de diversas formas, na proposta do programa, nos corpos docente e discente, na produção científica e na inserção social.

Destacamos ainda a dedicação dos Profa. Janann Medeiros (7/2010 - 5/2013); Prof. Francisco Coelho (05/2013 – 03/2015); e Prof. Ricardo Gomes (03/2015 - 09/2016), coordenadores responsáveis pela manutenção dessa nota.

Outro motivo de orgulho para nós é que o Mestrado Profissional em Administração Pública - MPA vinculado ao PPGA subiu para conceito 5. Isso é um marco de várias maneiras.

Primeiro por que é a segunda avaliação seguida que o MPA sobe de conceito. Pouquíssimos PPGs no Brasil conseguiram essa façanha. Segundo, por que a avaliação dos mestrados profissionais vai até o conceito 5 apenas, o que significa que o MPA alcançou a pontuação máxima possível. Terceiro, o MPA tornou-se o PPG profissional em administração pública com o maior conceito no Brasil, entre as instituições públicas de ensino. Quarto, por que esse conceito reflete um planejamento firme, com um grupo de professores imbuídos de um mesmo espírito e escopo, com o propósito maior de fazer do MPA uma referência. Quinto, por que cristalizou que decisões duras de curto prazo se mostram acertadas no longo prazo, e que apostar no bem maior do PPG dá resultados.

Também no MPA a responsabilidade é grande, já que entre os 75 PPGs profissionais da área, apenas nove possuem o conceito 5. Mantê-lo continuará sendo um grande desafio que o corpo docente e a Prof. Marina Moreira, atual coordenadora, têm pela frente.

Institucionalmente, o PPGA agradece o empenho desses professores e enaltece de modo especial o trabalho dos coordenadores Prof. Emil Hoffmann (06/2011 – 05/2015); e o Prof. Antonio Isidro (06/2015 – 06/2017), que foi fundamental para que se conseguisse, uma vez mais, a elevação do conceito do MPA.

Agradecemos também ao pessoal de secretaria, que já estiveram ou que ainda estão conosco. Seguramente a presteza deles foi um ponto de apoio para que ações fossem decididas e implementadas.

 

Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Administração - UnB